Um blogue sobre comunicação inteligente

13
Dez 10

Luís Paixão Martins toca aqui num dos nervos desta inflamada polémica em torno dos telegramas divulgados pela Wikileaks. Ou seja, o anonimato das fontes que estão na origem da informação agora publicada, por jornais de referência em todo o mundo. Não entro, pelo menos para já, na batalha que decorre sobre a legalidade ou legitimidade destas publicações. Mas noto que foi aberto um precedente quando se colocam no mesmo patamar e sem os distinguir, diplomatas experientes e com conhecimento aprofundado do seu environment, ao lado de outros que se limitam a preencher parágrafos com o diz que disse que ouvem nos saraus. Quem são uns e os outros? E de que forma esta atitude dos jornalistas abre portas a casos futuros de indiferença pelas fontes primárias, na balança das audiências?

publicado por João Villalobos às 14:17

Actualizações por e-mail

O seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Editorial
Gostamos da palavra propaganda, termo velhinho que, simplificando, antigamente definia sem complexos o conjunto de técnicas para publicitar uma ideia. Com o tempo, o termo muito utilizado pelos políticos numa conturbada fase do Século XX resistiu mal ao desgaste pelo sentido que assim se lhe deturpou: como se, realçar as virtudes próprias ou dum objecto, não fosse ambição e atitude legítimas, praticada por qualquer ser humano psicologicamente equilibrado e socialmente integrado. Ler mais
Subscrever RSS
Subscrever feed RSS.
pesquisar
 
Contactos

Aqui

links
Twingly Blog Search http://propaganda.blogs.sapo.pt/ Search results for “http://propaganda.blogs.sapo.pt/”
blogs SAPO