Um blogue sobre comunicação inteligente

14
Out 10

 

 

Gostamos da palavra propaganda, termo velhinho que, simplificando, antigamente definia sem complexos o conjunto de técnicas para publicitar uma ideia. Com o tempo, o termo muito utilizado pelos políticos numa conturbada fase do Século XX resistiu mal ao desgaste pelo sentido que assim se lhe deturpou: como se, realçar as virtudes próprias ou dum objecto, não fosse ambição e atitude legítimas, praticada por qualquer ser humano psicologicamente equilibrado e socialmente integrado. Está comprovado que a mentira é a pior propaganda, mas omitir o lado lunar da nossa personalidade, não é certamente uma falsidade, tão só uma sábia estratégia de aproximação. Então, chegamos à conclusão que a relação é plena de propaganda: vestimo-nos de acordo com o protocolo da ocasião, sorrimos para seduzir, ou… fazemos cara feia para afastar o indesejável - segmentamos.
Falamos, claro, de comunicação inteligente, que se aplica tanto às pessoas, como aos seus projectos ou produtos, que é o que sabemos fazer. E o que nos motiva a enfrentar um mercado tão competitivo é o facto de constatarmos que apesar dos progressos recentes, prevalece muita má comunicação, pouco eficaz tanto nos meios quanto na forma ou conteúdo. É num Mundo impertinente em que os conceitos, a tecnologia e os suportes permanecem em estonteante mudança, num permanente desafio à desacomodação e à inovação, que surge a Sinapse Media. Para fazer chegar o seu lado mais bonito ao maior número de pessoas que você ambiciona alcançar.

Leonardo de Melo Gonçalves
e
João Lancastre e Távora
publicado por João Távora às 11:56
editado por Leonardo de Melo Gonçalves às 15:14

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Actualizações por e-mail

O seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Editorial
Gostamos da palavra propaganda, termo velhinho que, simplificando, antigamente definia sem complexos o conjunto de técnicas para publicitar uma ideia. Com o tempo, o termo muito utilizado pelos políticos numa conturbada fase do Século XX resistiu mal ao desgaste pelo sentido que assim se lhe deturpou: como se, realçar as virtudes próprias ou dum objecto, não fosse ambição e atitude legítimas, praticada por qualquer ser humano psicologicamente equilibrado e socialmente integrado. Ler mais
Subscrever RSS
Subscrever feed RSS.
pesquisar
 
Contactos

Aqui

links
Twingly Blog Search http://propaganda.blogs.sapo.pt/ Search results for “http://propaganda.blogs.sapo.pt/”
blogs SAPO