Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O que é ser consultor de comunicação

Segunda-feira, 06.12.10

 

(Via o meu amigo Afonso Azevedo Neves, com a devida vénia). Muitas vezes, quando uma empresa escolhe uma consultora de comunicação ou mesmo - de forma mais restrita - um assessor de imprensa, os seus responsáveis têm dificuldade em entender a diferença entre o "vestir da camisola" e o papel do consultor, alguém cujo know-how e valor acrescentado decorre exactamente de uma postura distanciada, profissional e necessariamente fria face àquilo que os seus clientes julgam que são aos olhos dos outros.

A mais valia de um consultor tão somente reside na capacidade de melhorar as percepções dos stakeholders, incluindo - mas não se reduzindo - aos clientes e aos consumidores. E de para isso dizer tudo que o deve, pelo melhor, ser corrigido. Os conselhos das pessoas próximas são obviamente válidos e a ter em conta. Mas transportam sempre consigo um bias que o consultor não pode nem deve ter. Não entender isto é deitar dinheiro à rua. Simple as that.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por João Villalobos às 16:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





Editorial

Gostamos da palavra propaganda, termo velhinho que, simplificando, antigamente definia sem complexos o conjunto de técnicas para publicitar uma ideia. Com o tempo, o termo muito utilizado pelos políticos numa conturbada fase do Século XX resistiu mal ao desgaste pelo sentido que assim se lhe deturpou: como se, realçar as virtudes próprias ou dum objecto, não fosse ambição e atitude legítimas, praticada por qualquer ser humano psicologicamente equilibrado e socialmente integrado. Ler mais

Contactos

Aqui



pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Subscrever RSS

Subscrever feed RSS.