Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Com ou sem palavras

Quinta-feira, 24.01.13


Um anúncio sem texto é uma aberração? A quase totalidade dos reclames de imprensa, rádio, televisão e internet incluem textos escritos ou lidos. E quando escrevo "quase" é apenas para minha defesa. Mesmo os anúncios sofisticados incluem pelo menos uma palavra, na fotografia ou à margem: o nome da marca. 


Respostas a ler neste artigo de Eduardo Cintra Torres no Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por João Távora às 16:52


1 comentário

De Gustavo Mendes a 26.01.2013 às 19:31

Obrigado pelo post!!! senão teria deixado passar este excelente artigo. Fez-me mesmo lembrar o livro "Confessions of an advertising man" do Ogilvy :)

Comentar post





Editorial

Gostamos da palavra propaganda, termo velhinho que, simplificando, antigamente definia sem complexos o conjunto de técnicas para publicitar uma ideia. Com o tempo, o termo muito utilizado pelos políticos numa conturbada fase do Século XX resistiu mal ao desgaste pelo sentido que assim se lhe deturpou: como se, realçar as virtudes próprias ou dum objecto, não fosse ambição e atitude legítimas, praticada por qualquer ser humano psicologicamente equilibrado e socialmente integrado. Ler mais

Contactos

Aqui



pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Subscrever RSS

Subscrever feed RSS.